Arena Multiuso
12/10/2017
Por PAULO PINTO | Fotos BUDOPRESS/CBJ
Curitiba – PR

Visão frontal do Centro Pan-Americano de Judô

Com o apoio do Governo do Estado da Bahia, Superintendência dos Desportos do Estado da Bahia (SUDESB), Secretaria de Estado de Trabalho Renda e Esportes (SETRE) e Confederação Brasileira de Judô (CBJ), a Confederação Brasileira de karatê (CBK) realizará a etapa final do Campeonato Brasileiro de Karatê.

A competição vai reunir mais de 2.800 karatecas e será realizada entre os dias 12 e 15 de outubro, no Centro Pan-Americano de Judô em Lauro de Freitas (BA), e terá disputas de kata e kumitê individual e por equipe.

Willian Cardoso, diretor técnico da CBK explicou que desde a fase classificatória este evento já foi desenvolvido dentro do contexto olímpico.

“O ano de 2017 está sendo um marco na área técnica da modalidade porque tanto as fases classificatórias quanto a final foram planejadas e aconteceram dentro do contexto olímpico. Isto motiva muito os atletas e prova disso foi o crescimento de 15% no número de atletas inscritos em todas as fases. Além da importância do fator quantitativo, vimos enorme renovação, uma vez que as classes que mais cresceram neste cenário foram a cadetes e a júnior”, pontuou Cardoso.

Setor administrativo do CPJ

Além de enaltecer a excelente localização do complexo esportivo da Confederação Brasileira de Judô, o dirigente pontuou que o formato e a estrutura da arena se adequam às necessidades e ao formato do principal certame do calendário de eventos da CBK.

“A realização da fase final de nosso campeonato no CPJ é de fundamental importância não apenas pela infraestrutura que este complexo esportivo dispõe e nos oferece, mas pelo fato de ser a casa do judô, uma modalidade coirmã. O formato da quadra e área de aquecimento, por exemplo, atendem às nossas necessidades quando pensamos numa competição com quase 3.000 atletas.

Área interna do complexo

Desafio inédito

Na avaliação de Maurício Carlos dos Santos, gestor do Centro Pan-Americano de Judô (CPJ), a realização do brasileiro confirmará o potencial do equipamento como arena multiuso.

“Dentro desta nova característica do CPJ como arena multiuso e multifuncionalidade pós-Rio 2016, o centro já recebeu todos os eventos oficiais da Confederação Brasileira de Judô e os eventos internacionais de televisão. Recebemos também o Campeonato Pan-Americano de Luta Olímpica, o Campeonato Mundial de Wrestling infanto-juvenil, a Copa Latina de Tênis de Mesa, e vamos receber os campeonatos brasileiros de karatê, boxe e crossfit, além dos vários outros projetos que já estão desenhados neste processo. Contudo, a realização do brasileiro de karatê tem grande significado pelo enorme contingente de atletas inscritos no certame, já que receberemos quase três mil karatecas que virão a Salvador acompanhados de parentes e amigos”, disse o gestor do CPJ.

Entrada principal do CPJ

A abrangência de utilização e aproveitamento do CPJ é muito ampla e seus gestores fazem projeções que extrapolam o segmento do esporte.

“Mesmo com a grande utilização do equipamento no campo esportivo já estamos no trabalho de prospecção de eventos intercolegiais, fóruns estaduais de esporte, encontros nacionais das secretarias de educação, trabalho e saúde, além de sermos a casa de massificação do judô em Lauro de Freitas, onde já atendemos 750 crianças”, explicou Maurício Carlos.

O número recorde de atletas inscritos será um grande teste para o CPJ, e o maior desafio para a equipe que atua no Centro Pan-Americano de Judô.

“Nós não tínhamos dimensão do tamanho do karatê e realmente foi uma surpresa muito positiva para toda a equipe técnica que atua no Centro Pan-Americano de Judô. A expectativa é de um evento que já está batendo recorde de participação com mais de 2.800 atletas inscritos. No sábado teremos transmissão ao vivo da SporTV e tenho certeza que será um show porque o ginásio deverá estar lotado em sua capacidade máxima. Neste evento estamos inaugurando nosso novo sistema de iluminação, e por todos os desafios que uma competição desta magnitude apresenta, a realização do brasileiro de karatê será um grande teste para o CPJ e para toda a nossa equipe”, destacou Santos.