Premier League De Karatê
28/11/2017
Fonte DIÁRIO ALTO VALE | Fotos ARQUIVO
Okinawa - Japão

Na final, Gutz foi superado pelo iraniano Amir Mehdizadeh

O karateca Edemilson Gutz dos Santos, da Fundação Municipal de Desportos de Rio do Sul (SC), conquistou a medalha de prata na etapa final da Premier League de Karatê, disputada neste fim de semana na ilha de Okinawa, no Japão.

Para chegar ao pódio Edemilson disputou cinco combates no -60kg, categoria que contou com 80 atletas. No primeiro confronto Gutz venceu o sul-coreano Lee Ji Hwan, por 2 a 1. Diante de Yoneyama Hideya, do Japão, veio a segunda vitória por 5 a 1. No terceiro confronto superou o espanhol Matias Garcia Gomez, e se garantiu na semifinal. Na quarta luta obteve outra vitória significativa contra o italiano Crescenzo Angelo, vencendo por 5 a 1. Na final, Gutz enfrentou um dos atuais líderes do ranking mundial, o iraniano Mehdizadeh Amir, campeão mundial em 2016, que venceu o rio-sulense por 4 a 0. De acordo com o atleta catarinense, a competição foi muito disputada e de altíssimo nível.

Edemilson Gutz exibe a medalha de prata conquistada em Okinawa

“Felizmente consegui sair com um resultado positivo. Acredito que as estratégias que tracei para as lutas foram fundamentais para o meu desempenho. Foi uma experiência incrível conhecer uma cidade histórica para o karatê em uma cultura onde nosso esporte é valorizado. Agora é voltar para casa e seguir nosso trabalho visando 2018”, afirmou.

Segundo o karateca da seleção brasileira, a segunda colocação o ajudou a se manter entre os 50 primeiros do ranking mundial. Ele explicou que a partir da próxima temporada somente os 50 melhores atletas de cada categoria poderão disputar as etapas da Premier League. “Somei pontos importantes para permanecer competindo entre os melhores”, comemorou Gutz.

Vista parcial da arena de Okinawa

A WKF também já divulgou o calendário das etapas de 2018 e não acontecerá nenhuma no Brasil, então vamos ter que planejar nosso projeto financeiro para conseguir disputar algumas delas. “Acredito que se pudesse disputar todas etapas, eu ficaria entre os sete melhores do mundo em minha categoria”, destacou Edemilson.

A competição realizada em Okinawa, o berço do karatê mundial realizou-se nos dias 25 e 26 de novembro e reuniu 783 atletas, vindos de 67 Países. Além de Edemilson Gutz, mais três karatecas brasileiros marcaram presença na competição: Rafael Nascimento, Valeria Kumizaki e Claudina de Souza foram eliminados na fase classificatória.